Skip to content

300ml + Osklen – Longa metragem se transforma em coleção

março 14, 2017

O primeiro longa-metragem da dupla 300ml vai estrear nos cinemas no primeiro semestre de 2017. Mas, antes de chegar às telonas, numa ação sem precedentes no mercado de cinema, Soundtrack inspirou a nova coleção de inverno da Osklen, a qual foi apresentada na noite de ontem (13), durante o desfile da marca na São Paulo Fashion Week, com transmissão ao vivo do canal GNT.

As referências visuais da coleção – colhidas em uma viagem à Islândia -, foram somadas às leituras do roteiro do longa-metragem. Diretor de criação e artista plástico, Oskar Metsavaht e a equipe da Osklen acompanharam o processo criativo do filme, enquanto desenrolavam elementos de cor, formas e texturas da coleção ‘Soundtrack’.

De março a agosto, as novas peças poderão ser vistas em todas as lojas da marca, as quais contarão com elementos da arte do filme, fotos still e de making of e trilha sonora baseada no enredo, além de exibição do trailer e de algumas cenas. “A coleção é uma extensão do exercício criativo para o filme Soundtrack. A inspiração não veio do filme em si, mas do próprio conceito e do roteiro em evolução”, diz Oskar.

Diretores exclusivos da produtora Paranoid no mercado publicitário, os 300ml farão seu debut no cinema repetindo a parceria com Selton Mello e Seu Jorge, que também protagonizaram o premiado curta da dupla Tarantino’s Mind (2006).

Falado em inglês, Soundtrack é um mix de aventura e drama, que aborda questões existenciais e reflexivas em uma jornada do protagonista em busca do autoconhecimento. O filme será lançado no Brasil em junho de 2017, com distribuição nacional da Imagem Filmes e internacional da MGM/Orion. Ananã e Zohar estão à frente da produção, com coprodução da OM.art, FM Produções, Selton Mello, Seu Jorge e 300ml. Oskar Metsavaht foi convidado pelos diretores para traduzir o olhar artístico do protagonista, realizando as fotografias de autoria do personagem no filme.

O filme conta a história de Cris (Selton Mello), um artista brasileiro que consegue autorização para visitar uma estação de pesquisa em um lugar inóspito, isolado no meio do gelo, para realizar uma série de fotografias e captar sons para uma exposição que terá a música como base. Quando chega à estação gelada ele se depara com cientistas que têm visões do mundo e da vida muito diferentes da dele: Cao (Seu Jorge) é um botânico que investiga a flora em situações extremas; Mark (interpretado pelo britânico Ralph Ineson, ator do cultuado filme “The Witch”, vencedor na categoria Melhor Direção em Sundance nesse ano) estuda sobre o aquecimento global; e Huang (Thomas Chaanhing ator da série Marco Polo da Netflix) é um biólogo chinês. Todos realizam estudos que farão diferença no futuro da humanidade. Esse conflito de valores vai mudar a vida do artista, que mergulha profundamente nos seus ideais.

“É uma história sobre solidão, medo, delírios, drama, humor, aventura e autoconhecimento. Qual nosso objetivo nessa vida? Quais são os valores que te guiam nas suas decisões? “Soundtrack” mergulha de uma forma profunda e visual nessas questões. Queremos compartilhar com o público esse árduo trabalho, porque é um filme que verdadeiramente nos emociona”, diz a dupla ‘300ml’.

O longa acompanha os questionamentos desse homem de 39 anos vivendo um momento extremo. Cris não tem família, mulher, dinheiro, reconhecimento, nem fama. Do alto de seu egocentrismo, ele começa a rever seus objetivos e o papel no mundo. Há ainda uma discussão sobre a função da arte frente a coisas consideradas mais importantes. Este choque vai resultar na evolução e transformação do jovem artista.

Ao longo de sua trajetória, a dupla 300ml se fortaleceu muito em virtude de acordos internacionais de representação com as produtoras Park Pictures e Academy Films, que possibilitaram a execução de filmes no mundo todo para clientes como Axe, Cisco, Jägermeister, Powerade, Rexona e Stella Artois, em parceria com as agências Goodby Silverstein & Partners São Francisco, Mother Londres e Nova York, Ponce Buenos Aires e Publicis Milão, entre outras, tornando-se membros do sindicato americano de diretores, o DGA (Directors Guild of America).

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: