Skip to content

Arraiá da BOA: Um Casamento de Coisas BOAS

julho 21, 2017

A maior festa junina da cidade terá casamento de verdade para 100 casais, voluntários para deixar o dia ainda mais perfeito, show da Preta Gil e uma corrente infinita do bem

O tradicional Arraiá da BOA no Rio de Janeiro vai mostrar que festa junina também é o palco perfeito para reunir os amigos e fazer o bem. Inspirados pelo roteiro de seu curta metragem, Na Fogueira, Antarctica transformará o tradicional casamento da quadrilha, em uma cerimônia de verdade, comunitária, para 100 casais.

E quanto mais coisa boa se faz, mais coisas boas acontecem, Antarctica também convidou a comunidade a participar, se voluntariando para ajudar no casamento ou presenteando os noivos. Muita gente bacana se envolveu, como o maquiador Fernando Torquatto que, sem cobrar cachê, levará sua equipe para preparar as noivas para o grande dia.

O Arraiá da BOA acontece nos dias 22 e 23 de julho e o casamento no dia 22. Conheça o projeto e veja a programação completa abaixo.

CASAMENTO COISA BOA
Para o São João, a BOA decidiu dar uma força e realizar o sonho de se casar de centenas de pessoas. Para isso, abriu inscrições em seu site para 100 casais. As vagas foram preenchidas em três dias. Os casais inscritos viverão todas as etapas de um casamento: desde ajuda nos preparativos dos noivos – como traje, cabelo e maquiagem –até convidar os amigos e apoio em todos os trâmites legais da cerimônia. A cerveja fez uma parceria com um cartório regional que contribuiu com toda a parte burocrática e custeou toda documentação necessária para a oficialização da união.

OS VOLUNTÁRIOS
Quanto mais pessoas fizerem coisas boas, maior o bem gerado. Por isso, a BOA convocou a todos a se unirem para participar e construir junto este grande casamento. Os interessados poderiam se inscrever no site e doar desde vestidos, gravatas, doces e buquês até se voluntariar para fazer parte da produção e organização do casamento.

Para organizar e ajudar a recrutar o maior número de voluntários, a cerveja firmou parceria com o site de voluntariado “Atados, Juntando Gente Boa”, que engajou mais de 90 pessoas para fazer coisa BOA para o casamento. O maquiador das celebridades, Fernando Torquatto e sua equipe, irão maquiar e pentear as 100 noivas. Torquatto abriu mão do cachê e decidiu participar como voluntário. A cantora Preta Gil doará esmaltes e cantará na festa. Eline Porto, a Duda do curta Na Fogueira de Antarctica, doará um arranjo de cabelo, Guti Fraga uma peça de decoração e o DJ Ronaldo uma gravata, que segundo ele, trouxe sorte em todos os casamentos em que usou. Bruna Buás, diretora de Antarctica doará o véu de seu casamento e trabalhará como assistente de maquiagem.

A convite da BOA e indicado pelas fundadoras da Casa Geração, ex-alunos do projeto serão os responsáveis pela produção do arranjo de cabeças das 100 noivas. Criado por Andrea Fasanello e Nadine Gonzalez, o projeto criado pela associação franco-brasileira, Moda Fusion, é a primeira escola de moda localizada em uma comunidade no Rio de Janeiro, que oferece aulas e formação gratuita aos moradores interessados no mercado fashion. Feitos a partir das latas vazias de Antarctica, os arranjos terão dois modelos exclusivos: Um inspirado em uma coroa de louros, para simbolizar o momento de vitória e outro com tema mais floral, para dar um toque delicado ao momento.

OS NOIVOS
Entre os 100 casais existem muitas histórias de amor. Mariana Marques e Carlos Barreto estão juntos há 11 anos e foi amor à primeira vista. Ela o viu em um show e comentou com a amiga que a acompanhava, “Encontrei o homem da minha vida”. Mesmo morando juntos há dois anos, casar é um sonho antigo dos dois. “Quando soube do casamento da BOA resolvi nos inscrever de surpresa e não falei nada até a confirmação. Não vemos a hora do dia chegar”, comentou o noivo.

Vanessa Ribeiro Soares (39) e Claudia Fernandes (40), juntas há dois anos, queriam oficializar a união e aproveitaram a oportunidade e auxílio da Antarctica para realizar o desejo. “Ficamos muito felizes com a iniciativa da BOA, pois muitas pessoas, assim como nós, têm muita dificuldade para conseguir arcar com todos os trâmites e essa ajuda foi fundamental para gente”, conta Claudia.

Funcionários da cervejaria Ambev, que produz Antarctica, também se casarão na festa. Serão 15 casais da Ambev no Rio Janeiro. Milene Silva Riques (29), funcionária da Ambev há quase cinco anos, conta que sempre teve o desejo de oficializar sua união com o Jorge Alfredo Gomes (30). “Fomos morar juntos após três anos juntos, quando engravidei. Com as preocupações com nosso filho e outras prioridades que foram surgindo, acabamos sempre prorrogando o sonho do casamento e aguardando o melhor momento. Quando eu fiquei sabendo que a Ambev faria um casamento comunitário, decidimos aproveitar a oportunidade. Estamos muito ansiosos. ”, conta Milene.

O ARRAIÁ
O Arraiá da BOA, promete ser a maior festa de São João do Rio de Janeiro e atrais cerca de 20 mil pessoas. O evento será realizado no Terreirão do Samba nos dias 22 e 23 de julho. Além das tradicionais barracas de São João, a programação musical também é destaque. No dia 22, após a celebração do casamento, o público poderá conferir o show da cantora Preta Gil e do Grupo Clareou. Já no dia 23, a festa continua com o grupo RDN e o cantor Ferrugem. Para complementar, o DJ Ronaldo, do programa Villa Mix, tocará nos dois dias.

A entrada das festas é um quilo de alimento não perecível, que deverá ser trocado pelo convite nas bilheterias do Terreirão até o dia 21 de julho das 10h às 17h. O Arraiá da BOA acontecerá das 18h às 23h, nos dois dias.

LATA JUNINA
A BOA, além de patrocinar mais de 350 festas no Rio de Janeiro, preparou uma edição especial de sua lata 473ml para o mês junino. A lata, que terá bandeirinhas estampadas, trará também a frase Coisa Boa Gera Coisa BOA, conceito que tem permeado todas as ações e comunicações da cerveja, para inspirar a cidade e cariocas em uma grande e contínua corrente do bem.

NA FOGUEIRA
Histórias de amor. Entre dois jovens, entre a comunidade e quem faz o bem por ela, pela tradição, entre os amigos e por uma cidade. Este é o fio condutor de Na Fogueira, novo curta-metragem de Antarctica. Com o São João como pano de fundo, Guto (Thiago Martins) e Duda (Eline Porto), apresentados em No Gogó, voltam a protagoniza o curta, que trará o casamento do casal. Porém, em meio aos preparativos, a ONG do bairro em que Guto mora é atingida por um balão e pega fogo. Começa então a corrente Coisa BOA gera Coisa BOA na ficção, em que os personagens junto de Vavá (Douglas Silva), Dulce (Cintia Rosa) e Marcelão (Rafael Portugal), se mobilizam para restaurar o local e acabando inspirando outras atitudes do bem. Márcio Perrota, puxador da tradicional Quadrilha do Sampaio no Rio de Janeiro, também integra o curta ao fazer uma participação especial da festa junina do bairro em que os personagens moram, trazendo ainda mais realidade para a ficção. Assista:

REALIDADE E FICCÇÃO
Além do casamento, que ganhará vida, a mistura de realidade e ficção acontecem em diversos momentos do curta. Thiago Martins, assim como outros atores e atrizes, teve seu primeiro contato com as artes cênicas na ONG ‘Nós do Morro’, fundada por Guti Fraga, e que há 30 anos gera coisa boa no Vidigal, comunidade da zona sul do Rio de Janeiro. Os dois contracenam em “Na Fogueira”. No filme, eles fortalecem uma relação que começou na ‘Nós do Morro’ e que traduz a corrente do bem que a cerveja Antarctica vem incentivando nas suas campanhas em 2017. “Na Fogueira” reúne ainda outros atores que foram formados por Guti e alçaram voo. Além de Thiago, Cintia Rosa, intérprete de Dulce no curta, também começou na ‘Nós do Morro’. Quem igualmente apareceu para o Brasil em Cidade de Deus e que está no curta é Douglas Silva, ator que interpretou a primeira fase de Zé Pequeno no filme de Fernando Meirelles, que é pai de Quico Meirelles, diretor de “Na Fogueira”.

COISA BOA GERA COISA BOA
A cerveja Antarctica, desde o início do ano, vem trabalhando o Coisa BOA gera Coisa BOA em diversas frentes. No carnaval, a cerveja deu protagonismo aos catadores de lata, entregou kits de trabalho e realizou um bloco para que eles também pudessem curtir a folia. O projeto Boteco Coisa BOA, que reuniu 150 bares, tinha parte da venda do combo petisco Coisa BOA + Antarctica revertida para a parceria da marca com o SENAC RJ, para capacitar novos garçons e ajudar na formação de um novo ofício.

E, se em junho, as festas de São João tomam conta do Rio de Janeiro e trazem com elas sua animação típica além de diversas tradições, Antarctica decidiu levar seu conceito tambpem para o Arraial. Por isso transformou o casamento junino em um casamento de verdade, comunitário e envolveu a comunidade carioca nessa festa.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: