Vídeos

Novo comercial dos relógios Yankee Street “No Rules”

Antes de continuar a leitura desse texto, aumente o som, aperte o play e deixe a energia do filme te levar para novas possibilidades. Esse é o espírito do comercial que o diretor Renato Jabuka e a produtora Dogs Can Fly desenvolveram para o lançamento dos relógios Yankee Street, da Magnum. O filme, criado pela agência Atis, tem uma pegada real, que extrapola a fotografia, o casting formado por não atores e situações que não estavam previstas no roteiro.

Para a produtora, o comercial tem uma causa verdadeira: a verba foi revertida para que o artista de motion desing, Luiz Alberto Ferreira, conhecido no mercado como Luizinho, arrecadasse dinheiro para conseguir uma prótese que traga de volta a vida ativa que sempre lhe pertenceu (Luiz precisou amputar a perna direita porque teve complicações por conta de um acidente de moto). E foi nessa frequência que equipes de direção e produção enveredaram numa corrente de amizade e energia positiva para a realização do filme. Todos que participam do comercial doaram seus cachês para a causa que tem até um grupo no facebook: “Tamo Junto Luizinho”.

“A partir daí, mais pessoas ficaram interessadas em ajudar, conseguimos um tempo maior de produção com muita, mas muita vontade de realizar um filme lindo, e dar uma força para um amigo querido”, comenta Mônica Siqueira, diretora de atendimento da Dogs Can Fly. “Foram cinco diárias, todos doaram seu tempo e energia, recebemos ajuda de profissionais do mercado pra realizar o filme, que ganhou novas cenas e infinitas possibilidades. Esse filme foi um presente pra mim”, completa Jabuka. Luizinho comenta que ele ficou bem motivado com essa experiência: “as pessoas precisam se dedicar mais às outras, se doar mais, pois assim o respeito aumenta entre todos”.

O modelo Yankee Street foi sucesso nos anos 90, símbolo de rebeldia e voltou com a mesma pegada de inovação. Segundo a agência, o conceito No Rules (sem regras) é o resgate do espírito jovem e contestador.

[vimeo https://vimeo.com/140800437]

Ficha Técnica (créditos mais que especiais):

Cliente: Magnum Industria da Amazonia SA

Produto: Yankee Street

Agencia: ATIS 100% Comunicação

Criação: Rogério Kihara e Rivaldo Evaristo

Planejamento: Ivan Kihara

Atendimento: Elisabete Amaral

Produtora: Dogs Can Fly

Diretor: Renato Jabuka

Produtor Executivo: Ricardo Whately

Diretor de Fotografia: Lucas Pupo

Assistentes de Direção: Nicollas Matteis / Livia Stacciarini

Colaborador do Projeto: Marcell Hernandes
Coordenação de Produção: Juliana Sigolo / Ciça Antunes

Produtor de Casting: Caru Corral/ Daniela Spallanzani / Bruno Felsmann

Produtor de Locação: Tiago Marinho

Figurinista: Silvana Moura / Milton Fucci Junior

Prod de objetos: Virginia Recco / Camila Recco

Diretor de Produção: Daniel Sigolo / Camila Madio

Atendimento: Mônica Siqueira / Luana Duller / Amanda Arcaro

Coordenação de Pós Produção: Anderson Coutinho / Osmir Araujo

Montador: Gian Carlos Batisttini

Finalização: Dogs Can Fly
Colorista: Marcio Pasqualino

Collor Grading : Pycho n”Look

Equipe de Arte: Blank / Luizinho

Áudio: Estúdio Angels

Diretor Musical: Márcio Arantes

Mixagem e Finalização: Diogo Zaccara

Anúncios

14 comentários em “Novo comercial dos relógios Yankee Street “No Rules”

  1. Excelente comercial, a música alguém sabe como baixar?ou nome do cantor ou música? Obrigado

  2. parsaro bispo.

    Comercial bacana. Parabéns só não gostei do jesto obsceno.

  3. Faltou respeito com a familia brasileira, sobre os jestos obsceno e ponografia.Lamentavel meus filhos de 3 anos e 10 ficaram abismado e eu perplexo com tanta imoralidade.Não compraria um instrumento que faz apologia ao sexo.
    Infelizmente não tenho como proibir o que passa nos comercias

  4. Don Giovani

    Propaganda rídicula. Nunca que vou cimprar de uma marca que manda eu me foder através de gestos.

  5. Daniel Santana

    Achei esse comercial horrivel. Tenho dó das pessoas de mente fraca que se deixam levar por isso ‘no rules’ ( sem regras ).

  6. Erika Silva

    Achei uma falta de respeito com o público, pois é diferente de filmes e novelas que indicam faixa etária.
    Cenas de sexo, gesto obsceno, vandalismo, pichação, infração as regras de transito, tudo isso para dizer que é descolado? Que é “da hora”? Que tá na moda?
    Respeito nunca saiu de moda, viu.

    Gente, reclamem para o CONAR. É rápido e fácil. Quanto mais reclamações tiverem mais rápido o comercial sairá do ar.

    http://www.conar.org.br/

    Comerciais que não respeitam a inocência do público infantil, não respeitos os códigos de ética, não devem ser mantidos no ar.

  7. Ridiculo tbm fiz reclamação no conar comercial maldito…. baixaria

  8. Achei fantástico. Todos temos direito a expressão, cabe ensinar em casa oq se pode ou não fazer. A publicidade, para os que só prestaram a atenção em gestos e pegadas quentes, fala muito de liberdade, sobre quebrar as regras que a própria sociedade impõe, que nossos governantes nos obrigam e temos que engolir a seco. Sem falar da baita causa para ajudar o próximo. Parabéns a todos os envolvidos.

  9. Cara ridículo são vocês idiotas que criticam um comercial ,vc’s tem q irem se fuder msmo bando d idiotas aposto que vivem nesse mundinho d hipocrisia e mente fechada ,a propaganda mostra o mundo d hj em dia assim cm ele é,o mundo não está perdido como dizem só decidiram acabar cm essas censuras idiotas ,vão se preocupar cm a filha d vc’s q fikam se rosa do cm metade da escola e não cm uma propagando d um relógio, perfeita a propaganda e qe venham mtas mais assim

  10. pfavorrr o nome dessa musicaaaaa

    • Ricardo Diniz

      é uma versão distorcida – bro safari – the drop , mas está complicado encontrar essa nova versão, se conseguir encontrar deixa recado ok!!!

  11. Cláudio Luiz da Silva

    Comercial ridículo tem que sair do ar , um derespeito para com as familias que assistem em horário nobre e mais ridículos são esses imbecis que comentam a favor desse lixo de comercialtomem vergonha nessa cara seus depravados não tô nem aí pra vocês , a familia em primeiro lugar .

  12. Eduardo Paz

    Comercial Top, queria essa música que é to também

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: