Mundo cervejeiro

Junto com Ambev, escolas cervejeiras vão formar pessoas trans para trabalhar no mercado de serviço de bares

SIGA NO INSTAGRAM

Com o objetivo de formar e incluir mais pessoas trans ao mercado de trabalho, a Academia da Cerveja, escola de conhecimento e cultura cervejeira da Ambev, se uniu à Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM) e ao Instituto Ceres para oferecer 120 vagas de um curso gratuito de iniciação e capacitação no mercado de serviço de bares e universo cervejeiro.

O Programa tFORMA, como foi batizado, é mais um passo do setor cervejeiro pela democratização do conhecimento sobre a bebida e pela ampliação da diversidade nos espaços de trabalho. “Neste ano, fizemos novas ações voltadas para a jornada de inclusão. Sabemos dos desafios encontrados pelas pessoas trans ao buscarem uma vaga de emprego e, por isso, acreditamos que essa capacitação é mais um caminho para que elas possam ampliar o horizonte de oportunidades no mercado de trabalho. Além de conhecimento, iremos promover um espaço de acolhimento e oportunidade”, afirma Marília Kleber, analista da Academia da Cerveja e uma das organizadoras da iniciativa.

O curso, que será realizado entre 27 de junho e 6 de julho, terá encontros online, presenciais e uma experiência prática em bares parceiros nas cidades de São Paulo (SP) na Gooseisland e na Hoegardeen, Ribeirão Preto (SP) na Toca do Urso, Rio de Janeiro (RJ) no Bar DNA da Hocus Pocus, Porto Alegre (RS) no Venezianos bar, Petrópolis (RJ) na Bohemia, Goiânia (GO) na Colombina e Maceió (AL) na Caatinga Rocks. Para essa experiência, será disponibilizado um vale transporte para os participantes. Durante as aulas, os inscritos irão aprender sobre estilos, princípios básicos de harmonização e serviço de cervejas especiais, além de contarem com conteúdo exclusivo sobre comunicação, marketing digital, redes sociais e currículo. Serão 14 horas de capacitação e, ao final, os alunos receberão um certificado de conclusão de curso.

As inscrições para o Programa tFORMA já estão abertas no site da Academia da Cerveja (https://www.academiadacerveja.com/landing). Podem participar pessoas maiores de 18 anos que residam em Goiânia (GO), Maceió (AL), Petrópolis (RJ), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Ribeirão Preto (SP) e São Paulo (SP).

A Ambev acredita no poder da união e do diálogo para transformar a vida e a realidade de pessoas trans para que elas se sintam mais incluídas e respeitadas na sociedade e o tFORMA faz parte de uma série de ações realizadas pela companhia partindo dessa perspectiva. As vagas do curso são preferencialmente para pessoas trans e podem ser disponibilizadas para outros grupos da comunidade LGBTQIA+, caso não sejam preenchidas em sua totalidade.

Mais inclusão e respeito

A Ambev segue investindo em transformação social e chama atenção para a necessidade de construir uma sociedade mais diversa e inclusiva para as pessoas trans/LGBTQIA+. O primeiro passo já foi dado: por meio do projeto “Me chame pelo meu nome (e pronome também), onde a companhia vai retificar os nomes de todos os colaboradores trans que desejarem, de forma gratuita e com todo o suporte burocrático necessário.

Além dessas ações, durante todo o ano, a Ambev vai direcionar o olhar para a comunidade trans para reforçar a luta por mais inclusão, visibilidade e oportunidade, e mostrar que a sociedade cis tem um papel crucial como agente de mudança.

SIGA NO INSTAGRAM

0 comentário em “Junto com Ambev, escolas cervejeiras vão formar pessoas trans para trabalhar no mercado de serviço de bares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: